Sign in / Join

Facebook diz que ‘com certeza’ não iria construir um registro específico para muçulmanos

Um porta-voz do Facebook já tinha chamado o registro, que foi originalmente proposto pelo presidente eleito D.Trump durante a campanha deum “homem de palha”, ou um argumento falso projetado para ser derrotado. Em um e-mail acidentalmente enviado a um repórter no BuzzFeed. O e-mail, que deveria ser enviado apenas a um colega no Facebook, passou a dizer que o melhor curso de ação era ignorar o inquérito sobre o registro muçulmano.

No entanto, uma vez que o e-mail foi enviado a um repórter, a pressão no Facebook para declarar publicamente que não iria ajudar na construção de um registro começou a construir com alguns usuários ameaçando desativar suas contas no Facebook se a empresa continuar o seu silêncio. Várias semanas atrás, The Intercept perguntou Facebook e um número de outras empresas de tecnologia sobre o assunto, com a maioria ignorando a questão.

Em um comunicado ao site The Verge o Facebook disse então que não ajudaria a construir um registro de muçulmanos – ou, presumivelmente, qualquer outro grupo – mesmo sendo socilicitada a fazer uma, disse a empresa.